19 junho 2014

Divergente por Veronica Roth - Resenha

♥♥♥♥ Muito Bom

Divergente foi a estréia de Veronica Roth como escritora, foi publicado no Brasil pela Editora Rocco, é um livro muito bem conceituado no mundo das distopias e foi um best-seller mundial!

O livro se passa em uma Chicago futurística, onde, depois de diversos conflitos, dividiram a civilização em facções de acordo com suas características, para trazer a paz, a ordem e a harmonia. As facções criadas para acabar com a desordem são: Abnegação que foi criada por aqueles que culpavam o egoísmo como origem dos aborrecimentos;  Audácia, criada por aqueles que viam a fonte de todos os problemas na covardia ; Erudição, criada por quem acreditava que a falta de conhecimento e a ignorância eram as causadoras dos problemas ; Franqueza, criada por aqueles que acreditavam que a desonestidade era o motivo para os conflitos e a Amizade criada por quem acreditava que a agressividade era a razão dos problemas. Pelo propósito de não estarem dentro deste sistema ou simplesmente pelo (idiota)motivo de discriminação por ser diferente, faz parte dessa civilização ter preconceito com as pessoas que não tem facção, o que os torna sem muitas chances de viver, a escória da sociedade.
Ao ler o livro você se depara e entra na cabeça de uma personagem chamada Beatrice - a principal -, ela vive na  Abnegação, mas não tem uma boa relação com sua facção, pois ela não tem as características que são observadas nos abnegados, mas sua família mora lá e por isso o lugar vira um local agradável e ao mesmo tempo sufocante. 
No início do livro, Beatrice está se preparando para um evento que muda drasticamente(ou não) a vida dos jovens de Chicago, pois aos 16 anos ela tem que fazer um teste para ver qual facção é o seu lugar e logo em seguida, deve escolher a facção onde irá viver. Como se já não bastasse essa escolha difícil, algo em seu teste de aptidão dá errado, ela não se encaixa em uma facção, mas em várias e isso além de deixá-la mais confusa, traz um grande perigo a sua vida, pois ela não pensa como os demais e como em diversos tipos de sociedades e civilizações, o que é a mais, diferente e que pode ser um sinal de revolução, liberdade e esperança, tem que ser exterminado para que os lideres ainda tenham poder. 
FanArt de Tris e Quatro
    Após os desafios psicológicos para sua escolha, ela opta por algo diferente e entra na Audácia, um lugar onde a coragem é a sua principal arma.
Para não virar sem-facção, os jovens devem passar por uma iniciação e na Audácia, a iniciação é levada muito a sério, para dar qualquer passo, você precisa ter muita coragem e se dedicar ao máximo, pois cada fase é uma disputa difícil, seja ela física ou mental. Após entrar na Audácia, ela muda seu nome para Tris e lá, Tris passa por muitas dificuldades(algumas engraçadas), encontra amigos e inimigos, mas é ai que ela descobre que passar na iniciação não é só questão de honra e virar sem facção ou não, mas sim, sinal de sobrevivência, pois vários casos ocorrem a sua volta que fazem as peças do quebra-cabeça se encaixarem, mostrando que diversas divergências tem muito significado e o porquê de muitas coisas acontecerem e serem do jeito que são.
No fim, depois de vários fatos ocorridos, o erro em seu teste de aptidão acaba decidindo o seu destino e de muitas outras pessoas.

°°°

Eu gostei demais de Divergente, a história do livro é muito envolvente, li ele em uma noite(+madrugada) e gostei muito da história. O tempo todo você quer continuá-lo e saber o que vai acontecer e ver onde toda aquela ação e descoberta da Tris ia dar. 
Como já disse gostei muito do livro, só não dei "Excelente" pelo fato de ter partes bem previsíveis e em algumas partes fugir um pouco do rumo da história e também mudar bastante o rumo da ação. Eu poderia dividir em etapas a ação do livro, pois às vezes, as partes com ação não se interlaçavam e acabavam dando um ar de estar lendo dois livros diferentes, fora isso, foi muito bom!
Estou muito curioso para ler o segundo livro, espero gostar tanto quanto do primeiro - ou mais -, mas não sei quando vai acontecer, tenho um monte de livro para ler e estou tentando parar minha compulsividade de comprar livros. 



Já assisti o filme de Divergente(na estréia), talvez eu faça alguma coisa falando a minha opinião sobre a adaptação e tudo mais.

_______________________________________________________________________________


Estou vendo algumas coisas para dar mais movimentação no blog, pois em algumas vezes(como agora), eu acabo me atolando em coisas para fazer e acabo deixando o blog meio parado.

Ontem chegou um livro de uma parceria que tinha firmado faz tempo, mas que ainda não postei aqui no blog, amanhã acho que faço uma postagem falando sobre ele.

4 comentários:

  1. Adorei a sua resenha!
    Não vejo a hora de ler Divergente, mas não sei se vou gostar muito :(

    Um beijo
    http://chuva-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      Leia, vale a pena. Acredito que irá gostar.
      Depois diz o que achou :)

      Abraços.

      Excluir
  2. Oi Diogo!
    Gostei bastante da sua resenha e eu também gostei bastante do livro!
    Acho bem interessante você falar também sobre o filme, usahasuhasuashsuah!

    Abraços
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, pretendo falar em breve do filme, também!

      Abraços.

      Excluir